Universidade Federal de Uberlandia
Instituto de Geografia
Laboratorio de Ensino de Geografia

Revista de Ensino de Geografia

ISSN: 2179 - 4510

Início A Revista Normas Edições Anteriores Contato

Volume 6, número 11, jul./dez. 2015.

CRIAÇÃO, EXPANSÃO E DESATIVAÇÃO DAS ESCOLAS RURAIS NA MESORREGIÃO OESTE DO PARANÁ

Anderson Bem e Maria das Graças de Lima

RESUMO

Como em outras regiões do Paraná, a criação de escolas nas zonas rurais da Mesorregião Oeste do Paraná esteve ligada ao processo de colonização realizada por empresas privadas mediante a comercialização de lotes para pequenos agricultores. Os pequenos agricultores de origem sulista reivindicaram e também construíram as primeiras escolas rurais nas décadas de 1950 e 60 e estas tiveram um enorme crescimento até a década de 1970, momento em que a grande parcela da população da mesorregião se concentrava no espaço rural. Este período também foi marcado pelo processo de mecanização do solo gerando uma crise na agricultura colonial, pela inviabilização de pequenas propriedades em se inserir nos monocultivos para exportação. Como consequência, o êxodo rural foi intenso durante as décadas de 1970 e 80, produzindo uma crise na educação rural, materializada no processo de desativação das escolas rurais. As políticas educacionais também atuaram em geral para inviabilizar a manutenção da escola no espaço rural, dirigindo os investimentos em infraestrutura para as escolas urbanas. Na presente pesquisa, levantamos alguns dados empíricos referentes a criação, expansão e desativação das escolas rurais na Mesorregião Oeste do Paraná.

Palavras-chave: Escola Rural. Mesorregião Oeste do Paraná. População Rural. Políticas Educacionais.

 

CREATION, EXPANSION, AND DEACTIVATION OF RURAL SCHOOLS IN WEST OF PARANÁ

ABSTRACT

As in other regions of Paraná, the establishment of schools in rural areas of West of Paraná was linked the process of colonization made by private companies through the marketing of lands for small farmers. The small farmers of southern origin have claimed and also built the first rural schools in the 1950s and 60s and these had an enormous growth until in the 1970s, moment in that a great portion of the population from the region was concentrated in rural space. This period has been market by the mechanization process of soil creating a crisis in colonial farming, the impracticability of small properties in insert themselves into monocultures for export. As a result of, the rural exodus had been intense during the 1970s and 80s, producing a crisis in rural education materialized in the deactivation process of the rural schools. The educational policies also acted in general to derail the maintenance of schools in rural areas, directing the investments in infrastructure for urban schools. In the present research, we have raised some empirical related the creation, expansion and deactivation of rural schools in West of Paraná.

Keywords: Rural School, West of Paraná, Rural Population, Educational Policies.

 

PARA VISUALIZAR CLIQUE AQUI