Universidade Federal de Uberlandia
Instituto de Geografia
Laboratorio de Ensino de Geografia

Revista de Ensino de Geografia

ISSN: 2179 - 4510

Atual Anteriores A Revista Equipe Normas Contato

Volume 9, número 17, jul./dez. 2018.

ANÁLISE DA DESIGUALDADE SOCIAL POR MEIO DA PESQUISA COMO PRINCÍPIO EDUCATIVO: ESTUDO DE CASO NA CIDADE DE PATOS-PB

Antonio Izidro Sobrinho
José Ronaldo de Lima
Jemima Silvestre da Silva

RESUMO

As formas como se estabelecem as relações entre professor e aluno na busca por um processo de ensino-aprendizagem eficaz vêm sendo transformadas acompanhando as exigências e as mudanças do cenário educacional brasileiro. Na Geografia tais mudanças são presentes por se tratar de uma ciência cujo objeto de estudo – o espaço geográfico – é constantemente alterado, neste sentido, na qualidade de disciplina escolar já passou por diversas transformações que têm reflexos no ambiente escolar. Esta pesquisa busca analisar como o ensino de Geografia pode tornar o aluno produtor do conhecimento e não mero espectador e copiador do que já está posto nos livros didáticos. Os alunos foram orientados a produzirem seus próprios conhecimentos tendo como tema principal a desigualdade social na cidade de Patos – PB por meio de pesquisas que têm o princípio educativo (DEMO, 2009) e da realização de projetos didáticos (BEHRENS; JOSÉ, 2001). A participação dos alunos como sujeitos ativos visa contribuir para uma formação cada vez mais sólida voltada, sobretudo, para a cidadania, uma vez que este se torna um sujeito crítico, pois precisará questionar os fenômenos e como eles ocorrem no espaço em que habitam. Utilizou-se uma pesquisa bibliográfica para fundamentação deste estudo, bem como, a utilização de uma pesquisa-ação em que foram propostas atividades de pesquisas para alunos do 9º ano de uma escola pública do município de Patos, sertão paraibano. Por meio desta, percebeu-se que os alunos demonstraram maior curiosidade e interesse quando se colocaram na função de pesquisadores a partir das descobertas realizadas in loco.

Palavras-chave: Aluno pesquisador. Ensino de Geografia. Princípio educativo.

 

ANALYSIS OF SOCIAL INEQUALITY THROUGH RESEARCH AS AN EDUCATIONAL PRINCIPLE: A CASE STUDY IN THE CITY OF PATOS-PB

 

ABSTRACT

The ways in which teacher-student relationships are established in the quest for an effective teaching-learning process have been transformed following the demands and changes of the Brazilian educational scene. In Geography such changes are present because it is a science whose object of study - the geographic space - is constantly altered, in this sense, in the quality of school discipline has undergone several transformations that have repercussions in the school environment. This research seeks to analyze how the teaching of Geography can make the student the producer of knowledge and not mere spectator and copier than is already put in textbooks. The students were oriented to produce their own knowledge, having as main theme the social inequality in the city of Patos-PB, through researches that have the educational principle (DEMO, 2009) and through the accomplishment of didactic projects (BEHRENS, JOSÉ, 2001 ). The participation of students as active subjects aims to contribute to an increasingly solid formation focused, above all, on citizenship, since it becomes a critical subject, as it will need to question the phenomena and how they occur in the space in which they inhabit. A bibliographic research was used to support this study, as well as the use of an action research where research activities were proposed for students of the 9th grade of a public school in the municipality of Patos, Sertão Paraíba. Through this, it was noticed that the students showed greater curiosity and interest when they put themselves in the function of researchers from the findings realized in loco.

Keywords: Student researcher. Teaching Geography. Educational Principle.

 

PARA VISUALIZAR PDF CLIQUE AQUI